Se você não entende não vê, se não me ver não entende

É nesse clima de mudanças – pessoais, e populares – que volto a ter a necessidade de ter algum lugar onde possa chamar de meu independente de onde esteja. Uma certeza em meio ao caos, não um refúgio. Aos poucos volto a me acostumar com a ideia e dou um rumo ao blog – que não necessariamente precisa de um. Gosto da possibilidade de randomices, “seja como FLOR”. ♥

Anúncios