VDU: Bienal Internacional do Livro 2013

Vida de Universitária | #02 – Bienal do Livro

Esse ano, de 29 de agosto a 8 de setembro, a Bienal ocupa três pavilhões no Riocentro. No dia 30, os amigos e autores dos blogs Seja como Flor, Artônico e Biscoito & Bolacha decidiram embarcar numa jornada e ir de Seropédica (UFRRJ) até o evento. Nem tudo são flores.

Às 8hr da manhã, saímos de Seropédica.  Até o Riocentro, quatro ônibus e quase quatro horas de viagem.  Uma pena a falta de articulação dos transportes públicos em torno da Bienal Internacional do Livro. Além da demora, o ônibus “Bienal” nem sempre vai para o Riocentro. Tivemos a sorte de descer antes de estarmos perdidos. Mal chegamos, já estávamos cansados. Seropédica é longe do centro do Rio de Janeiro, e não dispõe de uma malha de transporte que atenda as necessidades, principalmente, dos estudantes da UFRRJ. É uma causa que deve ser aderida pelos universitários e pelos moradores da região, e pela qual vale a pena reivindicar.

A programação da Bienal no dia 30 estava light, não era a vez dos autores mais pops e esperados como Nicholas Sparks e Thalita Rebouças. Talvez por isso, nossa entrada tenha sido tranquila. A fila estava grande para a compra dos ingressos, mas os guichês atenderam bem a demanda do público. No segundo dia do evento, as crianças tomaram conta dos pavilhões e das áreas gramadas e descobertas do Riocentro com contação de histórias e atrações infantis. No pavilhão verde, o programa Acampamento na Bienal contou com a presença do jornalista André Fran. Em um ambiente intimista de acampamento, o autor conversou sobre seu último livro (Não Conta lá em Casa. Aventuras e desventuras de viajar sem os pais), a diversidade cultural que encontra durante suas viagens e o programa de TV. Além, é claro, de distribuir autógrafos.

“Not a queen.. a Khaleesi”

Os stands estavam bem distribuídos pelos três pavilhões interligados. Os mais lotados eram os mesmos de sempre: Saraiva, Rocco, Abril e outras grandes editoras, onde os livros estavam todos praticamente com os mesmos preços das lojas físicas e online. Não vejo vantagem… Fuja dos stands das editoras mais consagradas se o objetivo é economizar, e invista tempo e paciência nos sebos. Lá os livros são desorganizados, empilhados e ocupam os stands menores e mais simples. Mas, com certeza, valem a pena. Livros para todos os gostos por menos da metade do preço original. Dica: guarda-volume de graça no pavilhão verde. 

Recomendo muito fazer uma WishList antes de ir. Visitar tantos stands te deixa cego e você acaba querendo comprar tudo só porque gostou da capa – e não leva nada. Com uma lista em mãos, além de otimizar seu tempo, também te impede de comprar por impulso, e se arrepender depois que o dinheiro acabou e ainda ficou faltando Aquele livro.

No stand da Editora Rocco, um mural de recados para os fãs da autora Thalita Rebouças.

Também na Editora Rocco, a trilogia Jogos Vorazes. Em Chamas, o terceiro livro da série, estreia no cinema em novembro. (trailer)

Comprei: Frida – A biografia (Editora Globo/R$52,00); Rainha da Moda (Editora Zahar/R$79,90*); Coco Chanel & Igor Stravinsky (Larousse/R$14,90 no Sebo Baque – Achado do dia! Preço original: R$49,50); *O valor da entrada (R$7) é devolvido na compra de livro a partir de R$80.

Os bastidores da notícia, os desafios da reportagem. (Pamela Machado, Biscoito e Bolacha; Clívia Mesquita, Seja como Flor; Fabrycio Azevedo, Artônico)

 Até 2015!

 

Anúncios

Wish List: Bienal do Livro 2013

“Há 30 anos, teve início a história de sucesso da Bienal do Livro Rio: uma celebração à leitura, à cultura e à diversão, reunindo milhares de pessoas, tendo o livro como astro principal. Dos salões do Hotel Copacabana Palace, em 1983  aos atuais 55 mil metros quadrados do Riocentro, a Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro se transformou não só no mais importante acontecimento editorial do Brasil, como também em um evento literário que mobiliza o país. A cada edição, o evento cultural e empresarial supera expectativas de público, vendas e mídia.”

banner_alemanha_807

A XVI Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro já tem data: 29 de agosto a 8 de setembro. Anotem na agenda. Esse ano, a Bienal vai homenagear a Alemanha e, por isso, além dos autores internacionais já confirmadoscomo Allan Percy, Emily Giffin, Mary Gabriel, Cheryl Strayed e Nicholas Sparks – também vão marcar presença alguns famosos autores alemães.

Além da enorme quantidade de stands das editoras para visitar, a Bienal também proporciona ao seu público bate-papos informais com os autores, debates e sessões literárias muito interessantes. E para não ficar perdida com tanta variedade, fiz uma lista com quatro must have desse ano.

rainha-da-moda-1323480816623_956x500

1. Rainha da Moda, como Maria Antonieta se vestiu para a Revolução R$79,90 ♥

Autor: Caroline Weber / Editora: Zahar

“Maria Antonieta revolucionou a moda de seu tempo. Mais do que isso, revolucionou seu tempo através da moda. Do traje de montaria masculino aos excêntricos penteados, dos vestidos cravejados de brilhantes ao modesto estilo pastoril, suas roupas revolucionaram o rigoroso cerimonial da corte e ajudaram a desfazer a aura de sacralidade que envolvia a monarquia, acirrando os ânimos da Revolução. Nesta obra reveladora e original, repleta de belas ilustrações, a autora adota um olhar diferente de qualquer outra biografia já publicada sobre a polêmica rainha francesa. E mostra como a moda foi ao mesmo tempo o meio de afirmação de Maria Antonieta e o caminho para seu trágico fim.”

7311721GG

2. Sociologia da Moda R$35,90

Autor: Fréderic Godart / Editora: Senac São Paulo

“A moda afirma, une, distingue, separa. Identifica, conglomera e rechaça. Muitos fatores a ela se entrelaçam, e sendo um fato social complexo, estabelece vínculos nas áreas da economia, da política, das artes, do lazer e do consumo, numa dinâmica que muitas vezes dificulta sua análise. Esse livro adota um ponto de vista sociológico, mas não ignora as contribuições da economia, da geografia ou da história. Afirmação, convergência, autonomia, personalização, simbolização imperialização ¿ essas são as questões básicas relacionadas à moda que o sociólogo Godart discute.”

 

o-apanhador

3. O Apanhador no Campo de Centeio R$52,80

Autor: J.D. Salinger / Editora: Editora da Autor

“Um garoto americano de 16 anos relata com suas próprias palavras as experiências que ele atravessa durante os tempos de escola e depois. Revela tudo o que se passa em sua cabeça. O que 

será que um adolescente pensa sobre seus pais, professores e amigos?”

(Socorro essa sinopse que não chega aos pés do que é esse livro. Li em pdf. e quero – necessito – dele fisicamente. Dessa Bienal não passa!)

capa-frida-a-biografia-300x4004. Frida Kahlo – A Biografia

Autor: Hayden Herrera / Editora: Globo Editora

“Frida – uma biografia, de Hayden Herrera, traz à tona a intimidade da vida da pintora que transformou sua própria história em arte. Todo mundo conhece Frida Kahlo, cuja imagem, de olhar complexo sob sobrancelhas espessas, cabelos negros e roupas coloridas, é quase tão difundida quanto a de Che Guevara. Todo mundo sabe que sofreu um gravíssimo acidente na juventude, que foi casada com o grande muralista Diego Rivera, e que foi amante de Leon Trotsky. Todo mundo sabe que tinha ideias radicais em política e hábitos modernos na vida, que pintava de modo radicalmente pessoal, e que teve uma existência tão tumultuada quanto o século XX em que viveu. O que poucos sabem é que tudo o que quase todo mundo sabe sobre Frida Kahlo está longe de resumir sua vida, ou de revelar a mulher por trás do ícone da arte latino-americana moderna. Finalmente traduzida para o português, “Frida – a biografia” foi um dos grandes impulsionadores do revival da artista nos Estados Unidos e em todo o mundo a partir de 1983. Como sintetizou a crítica, “Por meio de sua arte, Kahlo fez de si mesma uma artista e um ícone; por meio desta biografia, ganhou também dimensão humana”. Escrito por Hayden Herrera, reconhecida historiadora da arte, o livro traz, além da intimidade da história de Frida, detalhadas descrições e interpretações dos quadros de Kahlo, escritas com o rigor e a acuidade de uma especialista, mas também com a clareza, a fluidez e a sedução de uma amante dessa arte”

5. Livros jornalísticos

6. E TUDO QUE EU VER E ACHAR INTERESSANTE!![…]

Porque não adianta fazer lista, tenho um bloqueio mental que não me deixa lembrar de tudo que eu realmente quero comprar. hahah

Local do Evento: Riocentro
Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca
22780-160 – Rio de Janeiro – RJ

Horários: Dia 29 de Agosto: 12h às 22h
Dias de semana: 9h às 22h
Fins de semana: 10h às 22h

Inteira: R$14,00 / Meia-entrada: R$7,00