Fashion: Jennifer Lawrence – US VOGUE Setembro 2013

 Girl on fire | photographed by Mario Testino

“Em Hollywood, sou obesa. Sou considerada uma atriz gorda. Como igual um homem das cavernas. Vou ser a única atriz que não terá rumores sobre anorexia! Nunca vou passar fome para conseguir um papel. Sou invencível. Não quero garotinhas pensando “Ah, eu quero parecer a Katniss, então vou pular o jantar!” – Jennifer Lawrence.

 No auge dos seus 23 anos recém completados, já é ganhadora do Oscar de Melhor Atriz com o filme “O Lado Bom da Vida” e estrela da trilogia “Jogos Vorazes”A atriz, que se considera fora dos padrões Hollywoodianos, vive fazendo declarações polêmicas e espontâneas na mídia.

Demorou, mas finalmente Jennifer Lawrence é capa da VOGUE desse mês de setembro. Nessa edição, a revista dedicou mais de 900 páginas à moda outono-inverno.  Nas lentes do renomado fotógrafo de moda Mario Testino, o ensaio – de muito bom gosto – contou com uma cartela de cores escura que remete a transição das estações e a participação especial de cachorrinhos.

Na capa, o destaque foi o make simples – delineador e sombra marrom – bem típico da Jenn. Clássico. É a palavra que se encaixa tanto para descrever seu estilo quanto esse ensaio incrível.

cover-story-jennifer-lawrence-01_164604967405

cover-story-jennifer-lawrence-05_164607834278

Durante o backstage das fotos, Jennifer fala um pouco sobre “Catching Fire”segundo filme da trilogia – e como é interpretar Katniss Everdeen. Revela que tem muito em comum com a personagem que interpreta e é fã dos livros de Suzanne Collins. Assista!

Anúncios

Fashion: Anitta – VOGUE Brasil Agosto 2013

Pre-pa-ra! | foto: Manuel Nogueira

Mantendo o estilo sexy glam, Anitta estampa as páginas da edição de agosto da VOGUE. Com apenas 20 anos e músicas onipresentes em todo o país, além de pousar com maiô recortado, casaco de pelúcia branca e cap, a cantora quebra um paradigma e eleva o ritmo marginalizado do funk a uma perspectiva sofisticada das páginas da revista mais influente do mundo da moda.

Anitta usa casaco Patrícia Viera, maiô Amir Slama e cap Ellus, com styling de Yasmine Sterea

Anitta usa casaco Patrícia Viera, maiô Amir Slama e cap Ellus, com styling de Yasmine Sterea

Em entrevista para Vogue Brasil, Anitta ou Larissa de Macedo Machado revela sua inspiração fashion dentro e fora dos palcos: “Eu adoro a Rihanna. Acho tudo o que ela usa muito diferente, muito novo e percebo que suas roupas tem muita atitude, algo com o que me identifico.” 

A aprendiz de fashionista ainda diz ter consciência de que depois do sucesso, influencia jovens e o que veste acaba caindo no gosto popular. E, apesar de pertencer ao mundo do funk, intitula seu estilo como bem eclético. “[…]Gosto tanto de usar produções mais roqueirinhas como um vestidão até o pé, uma saia ampla ou looks mais chiques, dependendo da ocasião. Gosto de tudo!”, mas confirma que seu must have são os tops larguinhos e os shorts detonados.

“No início tudo era mais difícil, tinha que me virar nos 30 pra conseguir uma roupinha melhor. Hoje todo mundo quer me vestir”, contou sobre a diferença da moda na sua vida antes e depois da fama. “Olha que linda essa sandália que me emprestaram, acho que é de uma tal de Givenchy“. Um tal de Givenchy. hahahah Fiquei de cara – quando toca, PRE-pa-ra!

O estilo de um mito: Quando Frida Kahlo foi capa da VOGUE México

377990

Durante seus 47 anos de vida, foi marcada por uma série de acidentes, lesões, doenças e operações que mesmo destruindo sua auto-estima e seu corpo, serviam de inspiração para suas pinturas. Em virtude da poliomelite que contraiu aos 6 anos de idade e um acidente que quase a matou aos 18, passou a usar calças largas, vestidos e saias longas que, mais tarde, seriam a marca registrada do estilo da artista.

Antes tarde do que nunca, em 2012, Frida Khalo – ícone do surrealismo mexicano – estampou pela primeira vez a capa da revista VOGUE com a imagem feita pelo fotógrafo Nickolas Muray. A campanha visava promover a exposição “As Aparências Enganam: Os vestidos de Frida Kahlo” realizada na Casa Azul – onde viveram Frida e seu marido Diego Rivera, em intenso amor e conturbado casamento – no cidade do México, e agora Museu Frida Khalo.

A exibição expôs pela primeira vez ao público, em novembro de 2012, peças do guarda-roupa de Frida nunca antes vistas, assim como jóias, acessórios, e peças íntimas.

“[…] en todas las reuniones a las que asisto y en cualquier parte que estoy, el centro de atención soy yo: con mis hermosos trajes bordados de los indígenas, con mis tocados de flores e inválida […]” Desde sua época seu estilo já chamava atenção, sendo quase impossível não associar Frida aos seu estilo “excêntrico”, rompendo pilares morais e estéticos da sociedade. Além do excesso de panos, babados e caimentos cobrirem sua deficiência, as cores fortes como o vermelho remetiam ao sangue sempre presente ao longo de sua vida; nos inúmeros abortos e acidentes que sofrera, nas paixões, nos lábios e unhas. Quando se vestia, também, era notável o orgulho que sentia de ser mexicana. Com bordados feitos a mão por tribos indígenas e estampas étnicas e florais, Frida Kahlo simplesmente ditou a moda atual há mais de 60 anos atrás.

Looks preferidos da exibição “As Aparências Enganam: Os vestidos de Frida Kahlo” feita pela VOGUE México em novembro de 2012

“Lo que no me mata me alimenta”

Fashion: Katy Perry – US VOGUE Julho 2013

Beauty and the Beat: Katy Perry’s FirstVogue Cover

by Vicki Woods | photographed by Annie Leibovitz

by Vicki Woods  photographed by Annie Leibovitz

A capa da VOGUE de julho 2013 , além de trazer pela primeira vez a Kate Perry, também revela a tendência da estação: vermelho. Ele aparece como principal elemento em todas as fotos e continua em destaque tanto nos looks quanto nos lábios da cantora pop.

O ambiente do editorial é bem clean e campestre, e o vermelho também se  mescla nas cores de fundo algumas vezes, compondo o clima de outono.

No make, a aposta foi numa sombra cremosa marrom clarinha e cintilante, com delineador preto a partir do meio da pálpebra um pouco puxadinho. Nas maças do rosto blush pêssego e é claro, uma pele bem trabalhada para dar destaque à ele: o batom vermelho, escuro e fosco. Muito rímel e um lápis bege na linha d’água para abrir o olhar e pronto! Não tem erro moçada, é sucesso.

Beauty and the Beat Katy Perry's First Vogue CoverAmei como os florais foram valorizados no fundo mais escuro, como nesse vestido – favorito. ♥ 

katy-perry-cover-story-02_135514226810katy-perry-cover-story-03_13551511072katy-perry-cover-story-05_135517534841